Selecione a Cidade mais próxima de você

DF
Brasília
GO
Goiânia
MG
Belo Horizonte
MG
Divinópolis
MG
Montes Claros
MG
Uberaba
MT
Cuiabá
TO
Palmas

Aviso: Este website utiliza cookies para armazenamento da região selecionada

18/03/19

Vice-presidente do CRBM-3 tem artigo científico publicado na Frontiers in Microbiology

Revista acadêmica da Suíça publicou artigo sobre pesquisa relacionada à alta prevalência de Klebsiella pneumoniae, de autoria da biomédica Roumayne Lopes Ferreira em parceria com outros dez profissionais da saúde. O apoio veio do Laboratório Central de Saúde Pública do estado do Tocantins e da Universidade Federal de São Carlos-SP.

A Klebsiella pneumoniae é uma bactéria oportunista que causa infecções em indivíduos hospitalizados ou imunocomprometidos e resistência aos principais antimicrobianos hospitalares, causando assim preocupação aos diversos profissionais da área de saúde.

Intitulado “High Prevalence of Multidrug-Resistant Klebsiella pneumoniae Harboring Several Virulence and β-Lactamase Encoding Genes in a Brazilian Intensive Care Unit” (Alta prevalência de Klebsiella pneumoniae resistente a múltiplos fármacos, abrigando vários genes codificadores de virulência e β-lactamases em uma unidade de terapia intensiva brasileira), o artigo com o resultado do estudo foi publicado na revista acadêmica, “Frontiers in Microbiology”, cuja publicação é aberta ao público em geral e promove a difusão do conhecimento, já que permite a outros pesquisadores e estudantes terem acesso. Para ler use o link : https://www.frontiersin.org/articles/10.3389/fmicb.2018.03198/full

A biomédica, doutoranda em Genética e Biologia Molecular (UFG), mestre em Ciências da Saúde (UFT) e especialista em Microbiologia (IPTSP – UFG), Roumayne Lopes Ferreira, é uma das profissionais que assina o estudo. Ela, que também é vice-presidente do Conselho Regional de Biomedicina – 3ª Região (CRBM-3), deu mais detalhes sobre a importância desta pesquisa nesta entrevista. Confira:

Do que trata o conteúdo publicado?
O conteúdo mostra o perfil de resistência da bactéria Klebsiella pneumoniae em relação aos principais antimicrobianos usados nas unidades hospitalares, assim como, associa aos diversos fatores de resistência e virulência que permitem a patogênese e disseminação do micro-organismo.

Qual a importância desta pesquisa?
Além de ressaltar o aumento da resistência aos antimicrobianos na Região Norte, chama atenção também para a necessidade de investimento e técnicas moleculares na análise de amostras laboratoriais que visam o diagnóstico rápido e preciso de Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde (IRAS) provocadas por micro-organismos multirresistentes. Essa pesquisa autorizada pela Escola Tocantinense do Sistema Único de Saúde da Secretaria de Saúde do Tocantins (ETSUS / SESAU-TO) é realizada através da parceria do Laboratório Central de Saúde Pública do estado do Tocantins (LACEN-TO) e a Universidade Federal de São Carlos-Departamento de Genética e Evolução (UFSCar-DGE).

Qual a relevância profissional da publicação de um artigo em uma revista científica de referência?
A relevância profissional é caracterizada pela valorização do trabalho da equipe quando este é publicado numa revista bem conceituadae com alto fator de impacto. Dessa forma, a pesquisa tem mais chances de ser citada em outros estudos e lida por pesquisadores e profissionais da área.

Qual a conclusão do estudo publicado?
Nossos resultados mostraram uma situação preocupante em relação aos isolados de K. pneumoniae que são resistentes aos principais antimicrobianos utilizados para tratar infecções hospitalares, principalmente em unidades de terapia intensiva. Quero terminar ressaltando a importância e necessidade dos sistemas de vigilância laboratorial e epidemiológico que promovem tanto o conhecimento dos isolados e linhagens existentes no ambiente, quanto às medidas preventivas e de controle que minimizam e/ou evitam a propagação desses micro-organismos.
Aproveito a oportunidade para agradecer aos colegas Brenda C.M. da Silva, Graziela S. Rezende, Rafael Nakamura Silva, André Pitondo Silva, Emeline Boni Campanini, Márcia C.A. Brito, Eulália M. L. da Silva, Caio César de Melo Freire, Anderson F. da Cunha e Maria Cristina da Silva Pranchevicius pela parceria neste importante trabalho.

Roumayne Lopes Ferreira é vice-presidente do CRBM-3

 

Outras Notícias