Selecione a Cidade mais próxima de você

DF
Brasília
GO
Goiânia
MG
Belo Horizonte
MG
Divinópolis
MG
Montes Claros
MG
Uberaba
MT
Cuiabá
TO
Palmas

Aviso: Este website utiliza cookies para armazenamento da região selecionada

26/02/19

Biomédica comemora número de registro e destaca apoio do Conselho

Número 12 mil é de Minas Gerais. A jovem destacou a importância da aproximação entre estudantes e CRBM-3, como vem ocorrendo

Na foto, a turma de Bárbara (primeira à dir.) e o conselheiro do CRBM-3 Bruno Gatti ( com cartaz nas mãos) durante visita em setembro de 2017

A biomédica Bárbara Carollinne Mota foi contemplada com o registro de número 12 mil no Conselho Regional de Biomedicina – 3ª Região (CRBM_3). A jovem é natural de Ouro Preto (MG) e graduou-se em Biomedicina no ano passado pela Faculdade Santa Rita (Fasar), na cidade mineira de Conselheiro Lafaiete.

“Na hora em que recebi a notícia fiquei surpresa e feliz ao mesmo tempo, afinal é um número inteiro e relevante para a categoria, pois demonstra como a nossa profissão está crescendo”, disse. Bárbara Carollinne já está trabalhando em um laboratório de Análises Clínicas e cursando MBA em Gestão de Saúde.

Ela adianta que, inicialmente, quer aprender ao máximo e prestar um bom serviço e atendimento às pessoas. Porém a biomédica também faz planos para o futuro, por exemplo, investir na área de pesquisa, já que a Biomedicina pela amplitude multiprofissional favorece o conhecimento.

Nesse contexto, a jovem destaca a importância do Conselho Regional de Biomedicina – 3ª Região para a formação dos biomédicos. Por meio do CRBM-3 são promovidos Congressos e outros eventos favoráveis à formação dos estudantes e promoção do conhecimento. Entres esses eventos estão as visitas dos conselheiros às instituições de ensino para detalhar o papel do Conselho profissional e outros aspectos inerentes a entidade e à profissão.

O conselheiro Bruno Gatti, de Belo Horizonte, esteve conosco em setembro de 2017 e neste encontro foi possível perceber a importância dessa aproximação entre os estudantes e o Conselho e como este tem atuado por garantir a legitimidade da nossa profissão”, reconhece. (Imprensa CRBM-3)

 

Outras Notícias