BRASIL
CFBM
Portal da Transparência

15/08/18

Fiscais nomeados pelo CRBM-3 participam de treinamento

Realizado em duas etapas - primeiro, na sede, em Goiânia, e depois nas localidades de atuação – o treinamento vai esclarecer pontos importantes dos trabalhos de orientação e fiscalização.

O Conselho Regional de Biomedicina 3ª Região nomeou três fiscais biomédicos aprovados no Concurso Público realizado em 2017. Esta semana, eles participam de treinamento na sede, em Goiânia e, em seguida, assumem as funções em Belo Horizonte (MG), Palmas (TO) e Cuiabá (MT), onde também terão capacitação.

Ao longo da semana, colaboradores do CRBM-3 repassarão aos novos fiscais as orientações sobre as resoluções e o manual de fiscalização, autos fiscais, organização e planejamento de rotas, além de esclarecimentos sobre o funcionamento dos departamentos e comissões.

Para a gerente de fiscalização Haylla Cavalcanti, os novos servidores vão melhorar a atuação do Conselho em regiões onde antes havia deficiência de pessoal. “As novas convocações otimizarão o trabalho e aumentarão a produtividade”, comemora Hayla, uma das responsáveis pelo treinamento, aplicado em parceria com a também fiscal Lydhyana Rodrigues da Silva.

Este é o quarto certame realizado pelo CRBM-3. "Temos o compromisso de priorizar as contratações por meio de concurso público, uma forma justa de dar oportunidade às pessoas igualmente", afirma Rony Marques de Castilho, presidente do CRBM-3.

O dirigente acrescenta que desde que assumiu a presidência vem fazendo gestão para descentralização da administração. “Com a nomeação dos novos concursados essa realidade fica bem próxima para melhorar e ampliar a atuação do CRBM-3”, garante.

A expectativa dos novos fiscais biomédicos é muito positiva.

Adda Cotrim – fiscal em Palmas (TO): “Estamos apenas no início do treinamento, mas essa visão mais abrangente já foi importante o suficiente para entender que prestamos um serviço para a sociedade e não apenas ao biomédico. Estou animada por fazer parte desse processo de descentralização do CRBM-3, que torna a entidade mais atuante e nossa responsabilidade maior”.

Alexandre Barros – fiscal em Belo Horizonte (MG): “Senti-me orgulhoso em entender todas as atribuições do Conselho. É grande a expectativa por assumir logo a função. Pretendo colaborar, especialmente, com orientações aos profissionais e às pessoas jurídicas fiscalizadas. Logo, estarei à disposição para atender na Seccional”.

Amanda Venâncio – fiscal em Cuiabá (MT): “Tenho as melhores expectativas e meu compromisso é contribuir para o crescimento do Conselho. Somos referência. Antes, minha visão como profissional biomédica era diferente, mas hoje, sendo parte direta dessa entidade, percebo a necessidade do engajamento pela melhoria e fortalecimento da profissão”

Imprensa CRBM-3

 

 

Outras Notícias